domingo, 10 de junho de 2012

Brincadeiras: conceitos, finalidades e exemplos


BRINCADEIRAS DE FAZ-DE-CONTA
O que é?
Para que serve?
Exemplos

São brincadeiras onde as crianças, quando entram na fase simbólica, começam a assumir diversos papéis em atividades baseadas na representação de situações da vida adulta. Isto é, colocando-se no lugar de pai, mãe, professor ou de personagens fictícios, como por exemplo, princesas, fadas, monstros, super-heróis, entre outros, ou até mesmo animais.
Não existem regras definidas, pois podem variar de acordo com a decisão dos participantes ou conforme a cultura, os costumes, o espaço físico, os materiais disponíveis, etc.

 

Servem para estimular as crianças a experimentar e explorar o mundo, vivenciar as práticas sociais, imitar, fantasiar e simular situações presentes em seu cotidiano ou não.




Exemplos comuns são as brincadeiras de casinha, escolinha, ônibus, vendinha, etc.
O importante é que o adulto evite intervir diretamente, pois estas brincadeiras são muito ricas e permitem com que a criança se expresse livremente.
Uma conversa descontraída após a brincadeira tende a ser uma ótima forma de intervenção sem interferir no momento.


BRINCADEIRAS DE CONSTRUÇÃO
O que é?
Para que serve?
Exemplos

Nas brincadeiras ou jogos de construção, como também são conhecidas, a atuação do professor também fica em segundo plano.
Pois ocorrem quando as crianças utilizam diversos materiais (blocos, sucatas, entre outros) para criar coisas novas (pontes, castelos, parques, bonecos, etc) através da transformação dos objetos disponíveis e de sua própria criatividade.











As brincadeiras de construção servem para que as crianças entrem em contato com o mundo social através da cooperação, por exemplo, desenvolvendo sua cognição de forma mais apurada. Isso acontece através da antecipação de situações, do planejamento, da estratégia, da elaboração de propostas e possibilidades que podem ou não se concretizar.












Quando o professor oferece aos alunos uma grande quantidade de blocos de madeira e os incentiva a construir uma cidade.
Cada criança terá seu tempo de execução e de interesse na atividade. Lembrando que o professor deve manter uma relação saudável entre o erro e o acerto da criança, estimulando-a a criar sempre de forma peculiar e auxiliando-a na solução de problemas.
BRINCADEIRAS COM REGRAS
O que é?
Para que serve?
Exemplos

Brincadeiras com regras são aquelas que combinam aspectos motores, corporais e sensitivos com aspectos intelectuais. Possuem duração, condições pré-estabelecidas, interesses e objetivos específicos.
Começam a ser explorados geralmente a partir dos quatro anos.





Auxiliam no desenvolvimento das regras sociais, na legitimação dos valores morais e na reflexão crítica da criança.





Os exemplos mais comuns são pega-pega, queimada, jogo do lenço-atrás, esportes em geral, dança da cadeira, entre muitos outros.


BRINCADEIRAS TRADICIONAIS
O que é?
Para que serve?
Exemplos

As Brincadeiras Tradicionais são parte integrante da cultura lúdica transmitida de geração em geração, expressas, sobretudo, pela oralidade, representando valores, condutas, características sócio-históricas e a própria mentalidade popular.




Além de estimular a criatividade, a coordenação motora, imaginação, concentração, percepção visual, auditiva e tátil, as brincadeiras tradicionais servem para preservar a produção cultural de um povo num certo período histórico.
Com as possibilidades de exploração das brincadeiras acontece um amplo trabalho de aquisição de vocabulário verbal e corporal além da compreensão das características culturais, a aquisição de novas regras e a habilidade de ensinar seu uso às novas gerações.


Brincadeiras de roda acompanhadas por cantigas e movimentação do grupo, geralmente dispostos em círculo (“ciranda-cirandinha”, “entrei na roda”, “pirulito que bate-bate”, “sambalelê”, entre outros). Materiais (pião, iô-iô, pipa, etc). E jogos de rua (rouba-bandeira, pique-esconde, barra-manteiga, mãe-da-rua, etc).

 Por Dani Berdusco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A primeira impressão é a que fica."
Deixe a sua, e por favor, sinta-se à vontade!

Total de visualizações de página